Diferenças entre ar condicionado convencional e inverter ​

Nada como um bom ar condicionado para fugirmos do calor e nos mantermos confortável em nossa casa, ambiente de trabalho e em diversos locais onde o bem-estar é prioridade, não é? Com o clima quente de boa parte do nosso país, a climatização faz toda a diferença.

Mas em meio a tantos modelos de ar condicionado, na hora de escolher o aparelho surge algumas dúvidas. E uma das principais é: quais as diferenças entre o ar condicionado convencional e o inverter?

Na estética eles podem ser bem parecidos, mas a diferença principal encontra-se no mecanismo interno de cada um. Como todo aparelho tecnológico, o ar condicionado também passa por transformações ao longo dos anos, e o inverter é o equipamento com tecnologia mais avançada atualmente no setor de climatização de ambientes.

Para iniciarmos as comparações vamos falar de um dos pontos mais importantes, a questão econômica. Quando se trata da conta de energia elétrica, quem sai na frente é o ar condicionado inverter, que gera uma economia de cerca de 60%, quando comparado com o modelo tradicional. No entanto, o ar condicionado convencional possui um menor valor de compra e maior variedade de marcas e distribuidoras no mercado.

Referente à manutenção, o convencional também sai ganhando, pois não possui tantos componentes eletrônicos quanto o inverter, possibilitando assim maior facilidade na obtenção de mão de obra qualificada no mercado, o que torna o valor do serviço mais acessível.

O ar condicionado inverter é capaz de gerar uma temperatura no ambiente mais constante que o convencional. Isso se dá devido ao seu compressor, que funciona em rotação variável e contínua, circuito diferente dos modelos convencionais, que funcionam de maneira intermitente, com o sistema “Liga/Desliga”. Este sistema causa uma grande variação de temperatura e picos de energia, fazendo-o assim consumir grande quantidade de eletricidade. Esta diferença resulta em maior conforto, economia e menor nível de ruído, o que pode fazer toda a diferença em locais como ambientes de trabalho e residências.

O ar condicionado inverter necessita de um tempo menor de operação para que seja atingida a temperatura desejada. Isto ocorre devido ao gás, que circula com maior pressão no aparelho, resultando melhor troca de calor. Outro fator que influencia também o pico de frescor em tempo reduzido no inverter, é a grande oscilação de temperatura no tradicional, levando mais tempo para alcançar a sensação térmica desejada.

Outro ponto a ser considerado é a intensidade do jato de ar liberado pelos dois modelos. Enquanto no sistema inverter o jato é suave e contínuo, no sistema tradicional o ar é intenso e bem direcionado. Para finalizar, um dado bastante importante: o gás utilizado pelo sistema inverter é ecologicamente correto o aparelho também utiliza filtros de íons negativos, que retiram as sujeiras e odores do ar.

E então? Agora que você conhece as diferenças entre ar condicionado convencional e inverter. Pronto para fazer sua escolha?